Crítica: Mortal Kombat Legacy – Ep 6

IMDB: http://www.imdb.com/title/tt1842127/

Obs: Sinceramente, não recomendo ver o sexto episódio por constatar que esta série não é Mortal Kombat – estamos sendo enganados =( !

Depois de ver o episódio, pense um pouco e me diga: você acha realmente que acabou de assistir Mortal Kombat? Estou cansado de tanto exercício estilístico e não sei se continuarei a gastar meu tempo e paciência analisando esta asneira, que  tem por finalidade apenas aumentar a popularidade de um diretor medíocre.

Neste episódio vemos Rayden (Ryan Robbins) cair do céu em um hospício, onde é preso como louco e submetido a tortura. Com a ajuda de outra paciente, escapa e foge para a China.

Só.

Tancharoen acredita tanto que acabou de entregar um episódio memorável que foi capaz de colocar, no início, uma menção honrosa para si mesmo.  O que escrever de um diretor que, afirmando que fez a junção perfeita da realidade com “um pouco” de misticismo, inicia o episódio com um homem simplesmente caindo do céu com um raio? Isto, além de fazer o que bem entende com um dos mais icônicos personagens do universo MK sem o mínimo pudor,  transformando Rayden – o deus do trovão e protetor do reino da Terra – em um ladrãozinho que rouba chapéis de velhinos? Esta foi a maior prova da mediocridade e falta de respeito de Tancharoen.

Há outros aspectos tão mizeráveis no episódio (onde estão os poderes de Rayden? Por quê ficou dezenas de dias preso, se sabia como fugir? Que porcaria de tortura é aquela?) que escrever sobre ele é uma tarefa árdua e desgostosa que chega a doer – peço desculpas, mas paro por aqui.

Anúncios

12 pensamentos sobre “Crítica: Mortal Kombat Legacy – Ep 6

  1. eu gostei do episódio, para mim é o melhor conseguido de todos. Ainda no início estava céptico depois de ter lido a afirmação dele, e depois de ver um Raiden caído no meio de trovoada, só esperava vê-lo nu e de joelhos, a imitar o Arnie. Depois fiquei com aquela: por que carga de água Raiden não electrocuta estes filhos da puta, mas depois quando Raiden é morto pela mulher, percebi que ele estava na terra na forma humana e isso fez-lhe perder os poderes e precisava de uma certa maneira desabitar o seu corpo carnal. Eu achei bem conseguido o episódio, e se os dois restantes forem assim, vou fazer um voto de fé.

    • Eu também pensei isso e gostei muito do episódio. Pra mim junto com o episódio do Johnny Cage e do Cyraz e Sektor, foram os melhores, e por causa desses 3 episódios que to botando fé nessa série. Agora eu quero é ver como vai ser quando chegar a hora do Liu Kang! Fora essa crítica eu concorda com quase tudo o que foi dito nas outras. Que venha a segunda temporada!

  2. O mau no entanto é o médico picar Raiden com um ponteiro e não se ver sinal disso, ou ele aparecer com um olho negro para depois na cena seguinte já estar todo maquilhado, como que acabadinho de sair de photoshop.

  3. Pentacúspide,
    Eu admito que a idéia do episódio é excelente, mas me senti enganado e fiquei chateadíssimo por acharem que só botar um chapéu e os olhos a brilhar define o personagem como um dos mais influentes do MK. E estou MUITO cansado dos furos de roteiro e de falhas risíveis como esta que você citou da “tortura”, que parece mais um simples soco no olho! Caramba, o mesmo procedimento finalizou de forma excelente o Ilha do Medo de Scorcese!

    Aliás, fiquei confuso sobre “desabilitar o seu corpo carnal” – fui rever o episódio, mas não achei nada sobre isto – pode me ajudar? Como você chegou a esta conclusão?

    • Por que ele disse à Blue que só ela o pode salvar, e esse salvamento era a sua “morte”, e se lembrares, Raiden é Deus do Trovão, e a sua aterragem não pareceu coisa de um deus, mas de um gajo chutado para cá contra a vontade ou por algum acidente, e quando ele acordou estava desorientado.

      Mas talvez seja eu que estou a arranjar explicações para o episódio, por que continuo a gostar, e porque tem pontas para ser explicado. Eu também estava a torcer o nariz por Raiden não conseguir escapara de uma camisa de força, mas depois de ter sido “morto”, acho que todo o resto se explicou, falta explicar no entanto o que foi que lhe atirou para a terra! Será que ao viajar à velocidade velocidade da luz, tropeçou e foi por isso que bateu com os cornos na terra e os poderes ficaram latentes?

  4. É sim uma boa teoria! E tenho que admitir que fiquei tão ofendido com estas pontas soltas (novamente…) que não fiz uma análise profunda desta história que, na minha opinião, mesmo sendo uma licensa poética de Tancharoen, não tem nada de MK. Fica mais difícil e não é aconselhável analisar qualquer coisa com raiva, mas não pude me conter sabendo que, provavelmente, não haverá explicação para nada que ficou pendente – pelo menos não nesta temporada.

  5. Eu assisti e achei uma grande porcaria! É minha opinião de leigo. Nem me esforcei para listar os pontos positivos, já que tb não sou bom entendedor do mundo do cinema. Eu como diretor faria melhor com 1/3 do orçamento q usaram na bagaça! 😀

  6. Pingback: Cabeça quente = Argumentos pobres « WdLLCampos – Pensandão… Criticão!

  7. Eu gostei do episódio e pensei do mesmo jeito que o Pentacúspide, mas eu gostei muito também porque ele fez tipo diferente dos outros, não é como o Raiden só aparecer e “pá”! o deus do trovão está na terra e vai acabar com todo o mal. Eu gostei da inciativa por ter passado alguma coisa pra realidade, como no Rebirth. As histórias dos personagens também não tinham nada a ver com as histórias do jogo e nem por isso alguém ficou falando “isso não é MK”, mas agradou a maioria. De todos os furos de Tancharoen, os únicos que considero inaceitáveis são os do segundo episódio de Kitana e Mileena por apresentar algumas partes em animação desnecessáriamente quando poderiam ser muito bem apresentadas com a atuação, e também pelo fato da emboscada grotesca em que o Scorpion caiu, assim como a luta de Sub-falso e Socrpion ser muito curta e pouco planejada e pelo episódio ser apresentado com “Scorpion e Sub-zero”, quando na verdade era pra ser apenas “Scorpion”, de resto não tenho nada pra reclamar do 6º episódio, e os outros erros eu até os tolero por não serem tão graves.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s